Archive for the Surtos Psico-Esquizofrenicos Category

Algo errado

Posted in Simplesmente eu, Surtos Psico-Esquizofrenicos on abril 27, 2008 by frodo

Sinto que há algo errado comigo hoje.

Não sei bem o que é. Só me sinto distante, um pouquinho infeliz. Sabe? Sem vontade de conversar muito… A casa está cheia e eu não me atrevi a sair do meu quarto ainda. Talvez não queira sorrir para os que estão do lado de fora… e por que eu sempre sorrio?

Me sinto cansado, sem ânimo de ir até a sala conversar um pouco. Talvez com medo de ser contagiado pela felicidade deles. Estão todos felizes e conversando, posso ouvir as gargalhadas, mas não estou disposto a gargalhar junto. Se eu não precisasse comer, talvez não deixasse meu quarto o dia inteiro. Simplesmente preciso de um pouco de solidão e reflexão. Ler é sempre uma alternetiva… mas já li tanto hoje.

Ainda é dia, mas mantenho as cortinas fechadas e a escuridão ainda domina meu quarto. Gostaria de não ver a luz, só por hoje, quisera ficar dormindo até escurecer novamente. A claridade queima meus olhos. Na escuridão eu posso confrontar a mim mesmo de diversas formas.

Os dois animais que brigam incessantemente no meu interior parecem estar em paz e apenas conversam, trocam um insulto ou outro, por vezes, mas estão em paz. Sinto que se eu deixar o quarto eles voltarão a se engalfinhar. Mas eu preciso sair daqui.

Pior do que se sentir preso em sua própria casa é se sentir preso em seu próprio corpo.

Anúncios

Um surto fresquinho!!!

Posted in Metafísica?!?!, Simplesmente eu, Surtos Psico-Esquizofrenicos on abril 22, 2008 by frodo

– Uahhhhh! Que sono!

– Hei!

– Hum?

– Beleza?

– Ahh, fala aí, cara! Ta sumido!

– Como assim sumido? To sempre aqui…

– É, eu sei…

– Bom, hoje eu vim pra cobrar o que você me prometeu…

– Que eu ia me cuidar?

– Exatamente! Você não é tão burro quanto eu achei que fosse…

– Olha quem ta falando… Pô, cara, você não ta lembrado que a gente tem 3 reais no bolso? Se dinheiro falasse o nosso já teria dito “fui” há algum tempo. Como você espera que eu coma bem… ou melhor, como você espera que eu coma com essa grana?

– Já pensou em parar de comprar cigarro?

– Se você já pensou eu já pensei…

– É… mas você nunca me leva a sério mesmo.

– Não é que eu não te leve à sério… é que as vezes é mais difícil do que você pensa cumprir as coisas que eu prometo.

– Então por que você promete?

– Sei lá… vai ver você estava errado quando disse que eu não era tão burro hehehe. Mas, falando sério, eu sempre acho que sou capaz de cumprir as minhas promessas e…

– E você é… Você só é enrolado. Ta na hora de ter um pouquinho mais de compromisso com você mesmo e com o resto das coisas não ta?

– É… eu não preciso de você me lembrando isso…

– Tecnicamente você lembrou sozinho.

– É, às vezes eu até esqueço que você sou eu. Mas por que você tem que ser tão chato?

– Pelo mesmo motivo que você tem que ser cabeça dura. Essa tua falta de responsabilidade só te causa problemas ou você ainda não percebeu isso?

– Hmm, isso sempre esteve na minha cabeça, mas o que eu posso fazer pra mudar?

– Ué, não é você mesmo que anda dizendo que o primeiro passo pra mudar é querer? Basta você deixar de ser tapado e querer!

– Tem razão… eu quero, e daí?

– OK, não é tão simples… agora que você quer, você devia começar a trabalhar com isso e o universo há de arrumar um jeito para que você aprenda.

– hmm, isso soa piegas hehehe… e me parece plágio.

– Ta, eu sei que eu não inventei isso… Mas como é uma conversa de você com você mesmo isso não pode ser considerado plágio… no máximo uma reflexão sobre algo que você mesmo leu!

– Eu não sei por que eu ainda discuto com você…

– Por que você ta ficando louco hehehe você não costuma ver por aí as pessoas conversando com elas mesmas, costuma?

– É… não normalmente. Mas gosto de achar que eu sou diferente.

– E megalomaníaco.

– Talvez um pouquinho.

– Bom… eu vou dormir… você devia fazer o mesmo.

– Ahh, rapidinho! Deixa só eu postar isso no blog!

– Ta, mas não demora que eu to com sono!

– Boa noite!

– Pra mim também!

Surto psico-esquizofrenico 2

Posted in Simplesmente eu, Surtos Psico-Esquizofrenicos on abril 20, 2008 by frodo

leram a conversa que eu tive comigo mesmo há um tempo? pois é… alguns dias depois eu tive outra!, vou postar ela aqui também!

– Pssssiu!

– Ahn?

– Hey!

– Ahh, é você, ou melhor, sou eu!

– Sem tempo pra mim, é?

– É… ta feia a coisa, cara…

– Pô, mas todo mundo tem que ter um tempinho pra si mesmo.

– Na teoria, sim, mas…

– Nada de mas, meu amigo, você vai ficar e conversar!

– Mas…

– O que eu acabei de dizer?

– Tudo bem, você manda… ou eu mando, seja lá como se define isso.

– E aí, quer falar sobre o que?

– Não sei, você que puxou o papo, eu devia estar trabalhando.

– Cara, eu sei que a gente precisa trabalhar muito e dar um duro danado agora se não quisermos perder a faculdade, mas você já pensou no mal que isso ta fazendo pra gente? Há quanto tempo a gente não dorme? Umas 24 horas pelo menos! Eu já to me sentindo mal, não ta sentindo seu nariz escorrer? Você ta começando a ficar gripado, deita um pouco, pelo menos umas duas horinhas!

– Eu tenho que trabalhar, cara! Você sabe que nunca fomos um exemplo de estudante, desde que viemos pra Viçosa a nossa vida virou uma bagunça! Quase perdi a faculdade, cara, e o nosso parceiro de trabalho fez o projeto quase inteiro, ta na hora de dar uma mão, pô!

– Eu sei, eu entendo. Ou você esqueceu que eu penso isso tudo também, ao mesmo tempo que você! O negócio é que teu trabalho também não pode vir antes da tua saúde! Porra! Você já fuma pra cacete…

– Nós fumamos!

– Ok! A gente fuma pra cacete, estamos nos preparando pra uma rave no fim de semana, e você sabe o que vai acontecer na rave! Você vai à exaustão! Nós vamos à exaustão! Pelo menos pensa um pouco na tua saúde! Além de tudo, olha o que você tem comido! Biscoito e congelados não vão te manter por muito tempo não, cara!

– É, eu sei. Mas também não dá pra ficar cozinhando… Semana que vem eu melhoro isso tudo!

– Sei, semana que vem… Vou cobrar hein!

– Pode cobrar… Vamos dizer que eu estou te devendo, ok?

– Ok, mas vai dormir pelo menos um pouquinho!

– Ta bom, mas só até as 4, depois eu volto pro projeto!

– Beleza, que sejam só duas horinhas, pelo menos descansa um pouco!

– Ta… até a próxima então!

– Até! E não esqueça! Eu vou cobrar!